Última hora

Última hora

Ahmadinejad impõe novas condições para colaborar com o Ocidente

Em leitura:

Ahmadinejad impõe novas condições para colaborar com o Ocidente

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente iraniano parece decidido a eternizar as negociações internacionais sobre o programa nuclear do país.

Durante um discurso esta manhã em Teerão, Mahmoud Ahmadinejad afirmou estar disposto a aceitar o acordo para enriquecer urânio em França, mas sublinhou que não voltará atrás no seu programa nuclear. Segundo a imprensa oficial iraniana as intenções do presidente estão distantes da proposta apresentada em Genebra por Estados Unidos, França e Rússia. Uma equipa da Agência Internacional de Energia Atómica de Viena regressou hoje do Irão sem revelar detalhes sobre os resultados das inspecções. “visitámos a central de enriquecimento de urânio de Fordo e vamos agora analisar os dados e elaborar um relatório que deverá ser apresentado na devida altura”. Mas as concessões de Ahmadinejad arriscam-se a aumentar a pressão sobre o país, depois de Washington ter dado um prazo até ao final do ano para que Teerão se pronuncie sobre o tema. Segundo a imprensa iraniana, o regime está disposto a transferir para o estrangeiro apenas uma ínfima parte das mais de 1200 toneladas de urânio enriquecido a 5% produzido no país. Algumas fontes referem que apenas algumas centenas de toneladas poderão ser enriquecidas no estrangeiro, oficialmente, para serem reutilizadas num reactor experimental da universidade de Teerão.