Última hora

Última hora

Números de casos mortais de gripe sobem em flecha na Ucrânia

Em leitura:

Números de casos mortais de gripe sobem em flecha na Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

Subiu para 48 o número de mortos vítimas de gripe na Ucrânia. De acordo com o anúncio feito pelo presidente ucraniano, as 48 vítimas mortais estavam infectadas com gripe A H1N1 e há registo de 150 mil novos casos de contaminação. Os números divulgados pelo governo dão conta de 34 casos mortais de gripe A confirmados.

Devido ao grande aumento do número de casos em apenas uma semana no país, o chefe de Estado, Viktor Iuchtchenko, convocou uma reunião de urgência O chefe de Estado explicou que o maior número de casos está concentrado na província de Lvov e pediu à população para se deslocar o menos possível. A epidemia apanhou autoridades, centros médicos e farmácias desprevenidos. Uma habitante de Lvov pergunta “como é que ninguém sabia que a epidemia estava a chegar? As crianças e os idosos estão doentes. Não há máscaras, não há medicamentos básicos. Há filas de espera para ver se chegam mais medicamentos, mas ninguém sabe se vão chegar ou não.” O ministro da Saúde ucraniano reconheceu que a alta taxa de mortalidade deve-se ao facto de os médicos não terem sabido determinar a origem do surto. Kiev anunciou na sexta-feira medidas drásticas, como o encerramento das escolas por três semanas e a proibição de reuniões públicas.