Última hora

Última hora

Afeganistão: Abdullah fala de um recomeço

Em leitura:

Afeganistão: Abdullah fala de um recomeço

Tamanho do texto Aa Aa

Desistiu da corrida às presidenciais, mas promete continuar a trabalhar em prol do Afeganistão. Abdullah Abdullah retirou a candidatura à segunda volta agendada para o próximo sábado devido ao risco de fraude.

O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros fala de decisão difícil e promete não baixar os braços: “tomei esta decisão com dor, mas ao mesmo tempo com esperança no futuro, porque isto não representa o fim, mas um novo começo” afirma. Uma decisão que garante a reeleição de Harmid Karzai, candidato que obteve na primeira volta cerca de 49% dos votos. Um rosto que a comunidade internacional conheçe bem. O primeiro-ministro britânico diz que o Presidente Karzai defende um manifesto de unidade, inclusive para o povo afegão. “As pessoas devem compreender de que forma está a lidar com a corrupção e escolher as pessoas certas para o furturo governo, refere Gordon Brown. Além disso,adianta, “deve criar um exército afegão condição essencial para que as tropas internacionais permaneçam no território.” Á espera dos resultados da segunda volta estão também os Estados Unidos. Um porta-voz da Casa Branca destaca a vontade de negociar com o governo que assumir funções. “Há concerteza questões que teremos de discutir como os elevados níveis de corrupção. Assuntos, que pretendemos abordar com Harmid Karzai.” Os Talibã anunciaram, à semelhança do que aconteceu na primeira volta, que vão intensificar os ataques para destabilizar o processo eleitoral.