Última hora

Última hora

Ucrânia tenta combater vaga de pânico face à gripe A

Em leitura:

Ucrânia tenta combater vaga de pânico face à gripe A

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades ucranianas tentam conter a vaga de pânico no país, na sequência de várias mortes atribuídas ao vírus da gripe A.

A primeira-ministra, Julia Timochenko, deslocou-se ontem ao aeroporto de Kiev para receber 16 toneladas de antivirais, provenientes dos laboratórios farmacêuticos suiços. “Este medicamento chama-se Tamiflu e tenho-o aqui nas minhas mãos. Foi comprado pelo governo, pelo ministério da Saúde e vamos distribuir cerca de 300 mil doses”, afirmou. Uma imagem e um gesto que pretende pôr fim à inquietação da população depois da morte de 60 pessoas nas últimas semanas, vítimas de problemas repiratórios. As farmâcias foram assaltadas nos últimos dias pelos ucranianos que se queixam de falta de máscaras e de anti-virais. O presidente Iushenko lançou um apelo aos Estados Unidos e à União Europeia para que envie ajuda de emergência para o país.