Última hora

Última hora

Barack Obama quer "novo capítulo" na governação do Afeganistão

Em leitura:

Barack Obama quer "novo capítulo" na governação do Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

A ONU, os Estados Unidos e outros países ocidentais felicitaram esta segunda-feira o presidente afegão pela reeleição, depositando esperanças na estabilização do país e na luta contra a corrupção.

Em Cabul, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, saudou Hamid Karzai e salientou que as Nações Unidas vão apoiar o governo e o povo do Afeganistão. Também o presidente norte-americano, Barack Obama, felicitou o homólogo afegão, desafiando-o a escrever uma nova página na história do país. “Falei com o presidente Karzai e felicitei-o. Mas tem de haver um momento em que começamos a escrever um novo capítulo baseado numa governação melhorada, num esforço muito mais sério para erradicar a corrupção e em esforços conjuntos para acelerar o treino das forças de segurança afegãs para que o povo possa garantir a própria segurança. Mas, a prova nao vai ser em palavras, tem de ser em acções”, declarou Barack Obama na Casa Branca, durante um encontro com o primeiro-ministro sueco Fredrik Reinfeldt. Também os ministros francês e alemão dos Negócios Estrangeiros apelaram para que Karzai governe para todos e coopere com o líder da oposição, Abdullah Abdullah. Apesar de se ter retirado da corrida às presidenciais por duvidar da credibilidade do processo eleitoral, o antigo ministro dos Negócios Estrangeiros afirma que vai manter os seus compromissos com o país. Depois de meses marcados pela violência talibã e pelas acusações de fraude eleitoral, fecha-se o episódio das presidenciais afegãs sem segunda volta e com a comunidade internacional de olhos postos no presente e no futuro do Afeganistão.