Última hora

Última hora

Bruxelas exige mais respeito pelos direitos humanos em Cuba

Em leitura:

Bruxelas exige mais respeito pelos direitos humanos em Cuba

Tamanho do texto Aa Aa

Para ser tratada como os outros países, Cuba tem de respeitar os direitos do Homem. A mensagem do comissário europeu para o Desenvolvimento arrefeceu os ânimos de Havana que quer ver mudar a política europeia, que faz depender a cooperação com a ilha comunista do respeito dos direitos fundamentais.

Karel de Gucht esteve três dias em Cuba e encontrou o presidente Raul Castro. O comissário garante que Bruxelas não quer mudar o regime mas exige mais respeito pelos direitos do homem para que, no próximo ano, se possa começar a desenvolver um diálogo político. Bruxelas e Havana reatam pouco a pouco as relações bilaterais, um ano após o fim das sanções impostas em protesto contra a detenção de dissidentes. Os projectos de cooperação europeus em Cuba atingem, este ano, 40 milhões de euros, mas em causa está também o comércio, que ascende a 600 milhões de euros. O interesse comercial europeu está evidente na Feira Internacional de Cuba, a decorrer em Havana. Um terreno económico desejado também pelos americanos, apesar do embargo que vigora há quase meio século.