Última hora

Última hora

Europeus modificam hábitos de consumo e de compra de droga

Em leitura:

Europeus modificam hábitos de consumo e de compra de droga

Tamanho do texto Aa Aa

As tendências de consumo e de venda de drogas estão a mudar de forma preocupante na Europa. A conclusão é do relatório do Observatório europeu das Drogas e Toxicomanias, divulgado esta quinta-feira.

A internet tornou-se no grande supermercado de estupefacientes e permitiu o surgimento de novas drogas, entre elas, o Spice, uma mistura de plantas na qual foram detectadas moléculas sintéticas de canábis. Wolfgang Götz, presidente da agência europeia para as drogas, afirma: “O verdadeiro problema não é a mistura de ervas, mas a descoberta de canábis sintético, que tem um efeito semelhante ao canábis. Não se sabe qual é quantidade existente nos pacotes e não sabemos quais as consequências da sua utilização a longo prazo. Estamos perante um caso em que temos à venda, de forma agressiva, uma substância que poderá ser perigosa”. A venda via internet está a preocupar as autoridades que vêem dificultado o combate aos traficantes. Além disso, as novas substâncias não são proibidas em todos os países. O Observatório europeu detectou, em 2008, 13 novas drogas, 11 das quais sintéticas, e vigia este ano 115 lojas on-line em 17 países. Mas o relatório revela também que as tendências de consumo estão a mudar. A cocaína e os opiáceos estão a progredir de forma preocupante, enquanto diminui o terreno das drogas sintéticas e do canábis, embora esta última continue a ser a mais consumida na Europa.