Última hora

Última hora

Greve ferroviária retém turistas na Bélgica

Em leitura:

Greve ferroviária retém turistas na Bélgica

Tamanho do texto Aa Aa

A greve de 24 horas dos caminhos-de-ferro belgas estragou os planos a muitos passageiros e turistas esta quinta-feira.

O movimento de protesto paralisou os serviços internacionais que faziam as ligações entre Bruxelas e outros destinos europeus. “É pena porque nós vimos a cidade nos últimos dias e agora sentimos que não há mais nada para ver. Podíamos ver mais mas queríamos ver Bruges e é uma pena, isto é inconveniente para nós”, declarou um visitante norte-americano. “É muito triste. Estamos muito desapontados, porque tínhamos um bom programa, e temos bagagem que já fomos levantar e agora temos de voltar, voltara por as coisas em casa, é muito triste”, declarou uma outra turista. Os trabalhadores da SNCB protestam contra a restruturação da deficitária secção de transportes de mercadorias, e receiam a perda de 3.000 postos de trabalho. “Nós anunciámos na segunda-feira que iríamos organizar uma greve de 24 horas. Se não houver progressos ou resultados durante as negociações, seremos forçados a continuar as nossas acções até ao fim do ano”, afirmou por seu lado um líder sindical belga. Companhias como a Eurostar, que assegura a ligação entre Londres e a capital Belga aconselham os passageiros a alterarem as viagens e estão a proceder a reembolsos. As ligações domésticas belgas também foram fortemente afectadas estando a maioria dos serviços completamente parados.