Última hora

Última hora

Opel:10.000 trabalhadores podem ser despedidos

Em leitura:

Opel:10.000 trabalhadores podem ser despedidos

Tamanho do texto Aa Aa

A General Motors prevê suprimir 10.000 postos de trabalho na Opel.

Números que o gigante norte-americano explica com a necessidade de reduzir os custos da marca alemã em 30%. O volte face no negócio da venda da Opel foi conhecido, esta terça-feira, depois de vários meses de negociações, que terminaram num acordo com a Magna A marca alemã emprega actuamente na Europa 54.000 trabalhadores . Com os cortes anunciados a Opel passa a contar com 44.000. Números que permitem poupar 500 postos de trabalho quando comparados com o plano apresentado pelo fabricante austro-canadiano. Recorde-se que só nas quatro fábricas na Alemanha trabalham 25 mil pessoas. Peter Scherrer, secretário-geral da Federação Europeia EMF refere que “os trabalhadores têm passado por uma montanha russa de emoções, nos últimos meses, dominada pela incerteza. Por isso, defende que “a administração da General Motors deve garantir o quanto antes o fim da precariedade.” Uma mensagem que os trabalhadores esperam, mas que ainda não chegou. A decisão gigante norte-americano preocupa empregados e sindicatos. A hipótese de novas manifestações não está descartada.