Última hora

Última hora

Oposição iraniana regressa à rua

Em leitura:

Oposição iraniana regressa à rua

Tamanho do texto Aa Aa

As palavras de ordem contra o presidente Mahmoud Ahmadinejad voltaram a ser proferidas esta tarde em Teerão e reprimidas violentamente pela polícia.

Uma marcha de protesto à margem do trigésimo aniversário do sequestro da embaixada americana na cidade degenerou em cenas de violência, captadas por videos-amadores. “Morte ao ditador” foi a palavra de ordem. Várias pessoas ficaram feridas e outras foram detidas, entre as quais um jornalista da agência noticiosa France Presse. Um dos líderes da oposição, o reformista Mehdi Karoubi participou no protesto. Segundo algumas fontes a polícia terá impedido o ex-candidato à presidência, Mir Hossein Moussavi de participar no protesto. Os manifestantes exigem reformas e contestam os resultados das eleições de Junho, acusando o actual presidente de fraude. Esta marcha da oposição rumo ao centro da capital iraniana, esta quarta-feira, tinha como objectivo servir de contraponto a uma outra manifestação, oficial, para celebrar os trinta anos da ocupação da embaixada dos Estados Unidos no país. O regime iraniano incentivou milhares de pessoas a sair à rua. Celebrar a invasão da embaixada depressa se transformou numa manifestação de repúdio dos Estados Unidos e Israel e contra a pressão internacional que pesa sobre o programa nuclear iraniano.