Última hora

Última hora

Trabant: o símbolo da Alemanha de Leste

Em leitura:

Trabant: o símbolo da Alemanha de Leste

Tamanho do texto Aa Aa

Se existiu um produto que simbolizou a antiga Alemanha de leste, esse produto chama-se Trabant.

Um pequeno veículo quatro rodas de baixo custo e grande robustez fabricado entre 1957 e 1991 e que ainda atravessou o muro de Berlim. Ao longo dos anos, a falta de inovação tecnológica transformou o resistente carro utilitário familiar num modelo ultrapassado e símbolo do fracasso económico da RDA. Mesmo assim era exportado para países dentro e fora do bloco comunista. Com uma simplicidade de concepção dificilmente ultrapassável, quando avariava, o carro podia facilmente ser reparado em casa e era muito fácil de conduzir. No entanto, em termos de consumo e níveis de poluição, deixava muito a desejar. Ao longo do tempo em que foi produzido o Trabant foi o único do mundo a valer mais em segunda mão do que novo, uma vez que as entregas demoravam em média entre 10 a 15 anos a serem concluídas. O último veículo a sair das fábricas da Auto-union AG , que produziram pouco mais de três milhões de Trabants, era um exemplar cor-de-rosa. Em 2007 circulavam nas estradas alemãs cerca de 52.000 sobreviventes. Mas em Setembro deste ano, o Salão automóvel de Frankfurt apresentava um protótipo eléctrico da marca. O Trabant nT poderá começar a ser comercializado em 2012, e voltar renovado às estradas da Alemanha e de toda a Europa. Cada unidade deverá custar 20.000 euros.

O Muro de Berlim: pt.euronews.net/1989-2009