Última hora

Em leitura:

Brown defende permanência de tropas britânicas no Afeganistão


Reino Unido

Brown defende permanência de tropas britânicas no Afeganistão

Apesar de um crescente resistência interna à presença de tropas britânicas no Afeganistão, Gordon Brown continua a defender a campanha.

Num dia em que prestou homenagem aos 93 homens que a Grã-Bretanha perdeu em combate, só durante este ano, o primeiro-ministro britânico afirmou que a luta contra o terrorismo deve continuar a ser travada fora de portas. “Eu rejeito qualquer sugestão de que os nossos esforços para atacar a ameaça terrorista no exterior nos tenham distraído de montar a mais forte defesa possível contra a ameaça doméstica. Actualmente, a maior ameaça doméstica continua a vir das montanhas do Afeganistão e do Paquistão, por isso é justo que a nossa primeira linha de defesa seja lá”, referiu o primeiro-ministro. Depois da morte de sete soldados em seis dias, Brown insiste no envio de mais 500 homens às ordens da NATO para solo afegão, aumentando para 9.000 o contingente britânico no terreno. Desde Outubro de 2001, o exército britânico perdeu um total de 230 homens no Afeganistão. O ano de 2009 fica registado como o mais sangrento para tropas britânicas desde a guerra das Malvinas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

U2 em Berlim no aniversário da queda do Muro