Última hora

Última hora

Brown pouco convincente sobre o Afeganistão

Em leitura:

Brown pouco convincente sobre o Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

Em tempo de homenagem aos soldados mortos, as afirmações de Gordon Brown sobre o Afeganistão não convencem alguns militares britânicos.

Antigos comandantes das forças armadas britânicas põem em causa o empenhamento do primeiro-ministro no conflito do Afeganistão. Um antigo membro da defesa nacional insiste: “O governo precisa de mostrar claramente que está empenhado nisto. Não estou a dizer que é demasiado tarde, mas preferia que tivesse sido fortemente assumido mais cedo”. Brown reiterou ontem a intenção de manter as forças britânicas no país e avisou Hamid Karzai que se não combater a corrupção, construir as forças de segurança, promover a reconciliação nacional e encorajar o desenvovimento económico perde o apoio britânico e internacional Mas, o seu discurso, depois da morte de mais cinco soldados britânicos no conflito afegão, aumenta o cepticismo na opinião pública. Uma mulher admite que os soldados não podem partir agora. “Já se perderam muitas vidas e se partem, significa que as vidas perdidas foram em vão”, defende. Outro cidadão gostava de ver regressar os soldados, mas sabe que há muitas questões políticas para resolver. Não acredita, no entanto, que seja possível vencer a guerra. A guerra contra os talibãs está perdida, na opinião de 48% dos britânicos. A última sondagem revela que só 33% ainda acredita na vitória.