Última hora

Última hora

G-20 adia decisão sobre combate a mudanças climáticas

Em leitura:

G-20 adia decisão sobre combate a mudanças climáticas

Tamanho do texto Aa Aa

O grupo dos vinte países mais ricos e em desenvolvimento acordou fixar um calendário para a um controlo mútuo das suas políticas económicas.

No último dia da cimeira de Saint Andrews e no seguimento do encontro de Pittsburgh, o G-20 decidiu que o exercício de vigilância multilateral será financiado pelo Fundo Monetário Internacional. “Concordámos em pôr em prática mecanismos para assegurar que monitorizamos o que se passa em diferentes países em diferentes partes do mundo para pormos as coisas a funcionar. Também acordamos pedir ao FMI que investigue problemas que estejam a desenvolver-se e o FMI deverá aprofundar a possibilidade de introduzir um imposto sobre as transacções do tipo referido pelo primeiro-ministro hoje. Ele foi claro quando disse que estas fazem parte de uma série de medidas para assegurar estabilidade financeira”, declarou Alistair Darling, ministro das finanças britânico. A proposta do novo imposto foi feita pelo chefe do Governo Britânico Gordon Brown que este Sábado apareceu de surpresa no local do encontro. No que toca às responsabilidades internacionais das instituições financeiras Brown defendeu ainda que os países ricos devem debater melhores condições sociais e económicas. A delegação britânica tentou ainda dar passos no sentido de aprovar um pacote de 100 mil milhões de dólares para combater as mudanças climáticas. Os países em desenvolvimento recusaram no entanto abordar para já o assunto.