Última hora

Última hora

G20 toma o pulso à crise económica

Em leitura:

G20 toma o pulso à crise económica

Tamanho do texto Aa Aa

Um crescimento económico sustentado e as mudanças climáticas são as duas preocupações principais na agenda do G20.

Os ministros das Finanças das maiores economias e das economias emergentes estão reunidos, pelo segundo dia, em Saint Andrews, no Reino Unido. Com os sinais da retoma a não serem ainda suficientes, as opiniões dividem-se sobre a manutenção dos estímulos à economia. Os Vinte vão ainda falar do fundo comum de reservas, da coordenação da política monetária e fiscal e das medidas de financiamento da luta contra as mudanças climáticas: O ministro sueco das Finanças – em representação da presidência europeia – admite que “foram dados alguns passos atrás, nomeadamente por parte da India e da China”, mas que “é preciso continuar os incentivos, seguindo o exemplo da forte cooperação europeia”. Sobre esta matéria, não se esperam grandes iniciativas do G20. Como é que os mais ricos e mais poluentes vão ajudar os mais pobres na redução das emissões, sem restringir o crescimento económico é o desafio de uma outra cimeira: a de Copenhaga.