Última hora

Última hora

Madrid sob pressão para salvar tripulação do Alakrana

Em leitura:

Madrid sob pressão para salvar tripulação do Alakrana

Tamanho do texto Aa Aa

As famílias dos pescadores do Alakrana organizam, este sábado, uma manifestação, na cidade basca de Bermeo.

Um apelo às autoridades espanholas para que ajam imediatamente e façam tudo o possível para trazer de volta os 36 homens sequestrados pelos piratas somalis. Os familiares exigem nomeadamente que a Espanha utilise como moeda de troca os dois piratas que tem em seu poder e tenciona julgar. A mulher de um dos marinheiros afirma: “Não queremos que isto acabe pior e pior será a morte de uma pessoa ou que alguém fique ferido. Penso que não vão deixar que isso aconteça”. Face à pressão, Madrid, que até agora se mantinha firme, colocou esta sexta-feira a hipótese de entregar os dois piratas a um país da região, provavelmente o Quénia. A vice-presidente do governo afirmou, em conferência de imprensa: “Não vamos escamotear esforços, não vamos encerrar nenhuma porta para a sua libertação, e o que nunca faremos é pôr em risco a tripulação”. Os marinheiros do atuneiro Alakrana estão sob sequestro desde o dia 2 de Outubro. O comandante do navio informou por telefone que os piratas ameaçam matar três deles, no prazo de três dias, se os dois piratas detidos pela Espanha não forem libertados.