Última hora

Última hora

Congresso americano aprova reforma da saúde

Em leitura:

Congresso americano aprova reforma da saúde

Tamanho do texto Aa Aa

A reforma do sistema de saúde norte-americano passou na Câmara de Representantes.

Mas o projecto de lei encontrou muita resistência por parte dos republicanos e não só. A votação foi bastante cerrada. A proposta foi aprovada com 220 votos a favor e 215 contra. Trata-se de uma vitória importante para Barak Obama, que tinha feito todos os esforços possíveis para convencer os congressistas: “A reforma que o congresso produziu vai trazer estabilidade e segurança aos americanos que têm insegurança; qualidade e opções abordáveis para os que não têm e reduzir os custos para as famílias americanas e para as empresas. E, como insisti desde o princípio, é uma reforma que se paga a si própria e que vai reduzir o défice federal a longo prazo”, afirmou o presidente. A reforma, que vai custar o equivalente a 600 mil milhões de euros até 2019, prevê o alargamento da cobertura médica à quase totalidade da população do país. Prevê também a criação de um plano de seguro público que competirá com os seguros privados – a polémica “opção pública”, alvo das críticas dos conservadores e de inúmeras manifestações. Está também previsto o reforço do sistema Medicaid, destinado aos pobres e desprotegidos.