Última hora

Última hora

Idade e deficiência principais factores de discriminação na Europa

Em leitura:

Idade e deficiência principais factores de discriminação na Europa

Tamanho do texto Aa Aa

Na Europa, nem todos se sentem iguais. Um em cada seis europeus diz ter sido alvo de discriminação no último ano. Os números são da sondagem Eurobarómetro, divulgada esta segunda-feira.

No actual contexto económico, 64% dos europeus teme ver aumentar as discriminações ligadas à idade no mercado de trabalho. No ano passado, eram 58 por cento. Mas a origem étnica continua a ser a principal razão de discriminação, segundo 61% dos europeus. Enquanto 58% considera que a idade é factor discriminatório, contra 42% no ano passado. Segue-se a deficiência com 53%, mais oito por cento do que em 2008. Surgem depois a orientação sexual, o sexo, que subiu quatro por cento, e a religião. Para a Comissão Europeia, os números são preocupantes e serão debatidos na cimeira europeia sobre Igualdade, na próxima semana em Estocolmo. Claire Herrmann, da Comissão Europeia, recorda que “no contexto da crise económica, vê-se que as pessoas interrogadas têm medo que a discriminação com base na idade aumente fortemente. Pensa-se antes de mais nas pessoas idosas, mas é preciso pensar também nos jovens que não conseguem entrar no mercado do trabalho, que nem sequer são convidados para uma entrevista de emprego”. Os líderes europeus têm também de fazer aos receios dos cidadãos que temem que a crise económica leve os governos a reduzir as políticas a favor da igualdade e da diversidade. Um receio fundado no corte, realizado em vários países, das verbas destinadas a organismos que lutam contra a discriminação.