Última hora

Última hora

Queda do muro celebrada na Europa

Em leitura:

Queda do muro celebrada na Europa

Tamanho do texto Aa Aa

As celebrações da queda do muro de Berlim sucederam-se um pouco por toda a Europa.

Em Paris a ocasião foi assinalada na noite de segunda-feira com pompa e circunstância através de um concerto na Praça da Concórdia. O primeiro-ministro francês, François Fillon, assistiu ao espectáculo acompanhado de outros membros do governo. A capital polaca, Varsóvia, também celebrou a queda do Muro. Estudantes ergueram e pintaram uma cópia do muro. Em entrevista, uma jovem afirmou que tinha apenas oito meses de idade quando o muro caiu e que por isso pode celebrar a vida em liberdade. Para ela, o muro de Berlim tem pouco significado nos dias de hoje. Uma vez terminado o muro havia que derrubá-lo… a seguir foi a festa. A ocasião foi também assinalada na capital belga, Bruxelas. Em frente ao Parlamento europeu foi erguida uma réplica do famoso posto de controlo, Checkpoint Charlie. Finalmente, em Nicósia, a dividida capital do Chipre, a queda do muro serviu de exemplo para relembrar que ainda existe esperança para o futuro da ilha. Dezenas de crianças lançaram balões azuis e desfilaram com cartazes.