Última hora

Última hora

Atirador de Fort Hood responde por homicídios

Em leitura:

Atirador de Fort Hood responde por homicídios

Tamanho do texto Aa Aa

O major Nidal Hasan, que no passado dia 5 matou 13 pessoas na base de Fort Hood, no estado norte-americano do Texas, foi esta quinta-feira acusado de homicídio.

Hasan foi atingido por quatro tiros durante o ataque contra os colegas de base. Foi internado no hospital em San Antonio, no Texas, em condição estável e ligado a um respirador, poderá ser interrogado brevemente. Hassan, 39 anos, frequentava em 2001 a mesquita Dar al-Hijrah de Falls Chruch, nos subúrbios de Washington, e conhecia bem o imã Anwar al-Aulaqui. Os investigadores analisam possíveis vínculos entre o autor do tiroteio da passada quinta-feira e um imã nascido nos Estados Unidos e que as autoridades apresentam como um fervoroso simpatizante da Al-Qaeda. Este último teria mantido ligações com chefes da Al-Qaeda, entre eles dois terroristas do 11 de Setembro de 2001. Porém, a natureza dos supostos vínculos entre os dois homens ainda não está clara. Hasan, 30 anos de idade, psiquiatra com treinamento militar, foi transferido para Fort Hood em Abril deste ano e deveria deixar o país com destino ao Afeganistão. Um familiar declarou à imprensa que ele estava preocupado com a notícia de que seria enviado em breve para a frente de batalha. O presidente Barack Obama e a esposa prestaram homenagem aos soldados abatidos na caserna, o pior massacre do género ocorrido nos Estados Unidos.