Última hora

Última hora

Washington duvida da credibilidade do presidente afegão?

Em leitura:

Washington duvida da credibilidade do presidente afegão?

Tamanho do texto Aa Aa

A nova estratégia militar no Afeganistão continua a dividir generais e políticos em Washington – um quebra-cabeças para Barack Obama.

A imprensa norte-americana revela hoje que o embaixador do país em Cabul terá exprimido sérias reservas quanto ao reforço das tropas no Afeganistão face ao clima de instabilidade política e de corrupção. Karl Eikenberry terá confessado o seu cepticismo quanto à credibilidade do presidente afegão Amid Karzai durante a reunião de ontem do conselho de guerra na Casa Branca. Durante o encontro foram discutidas várias possibilidades de reforço das tropas, de 10 mil a 40 mil soldados suplementares. Barack Obama, que inicia hoje uma ronda diplomática pelos países asiáticos, deverá revelar nos próximos dias aquela que julga ser a melhor opção, após oito anos de conflito terem provocado mais de 800 baixas norte-americanas. Uma proposta avançada ontem pela imprensa apontava para a possibilidade de Obama apelar aos países aliados para mobilizarem 4 mil soldados suplementares para o Afeganistão.