Última hora

Última hora

Turquia quer pôr termo à discriminação da população curda

Em leitura:

Turquia quer pôr termo à discriminação da população curda

Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia cede às pressões da União Europeia ao anunciar um plano para combater a discriminação da minoria curda no país.

O ministro do Interior turco apresentou ontem no parlamento um projecto de reformas que prevê, entre outras medidas, a criação de uma comissão independente encarregue de analisar os casos de violação dos direitos humanos da população curda. O projecto vivamente criticado pela oposição nacionalista prevê ainda o reconhecimento da língua curda. Para o deputado curdo Ahmet Turk os problemas da comunidade são uma consequência dos erros do Estado. É necessário encontrar uma solução consensual para resolver estas situações que funcione como um exemplo para a nova geração. As medidas são destinadas a diminuir a tensão no sudeste do país que há 25 anos é palco dos confrontos entre exército e os separatistas do partido dos trabalhadores do curdistão. O grupo armado que se movimenta junto à fronteira com o Iraque reclama a independência do chamado grande Curdistão. Ancara rejeita reconhecer a formação, embora num gesto simbólico tenha decidido na semana passada aligeirar as penas para menores detidos durante as manifestações convocadas pela formaçâo.