Última hora

Última hora

Kosovares votaram em eleições teste para minoria sérvia

Em leitura:

Kosovares votaram em eleições teste para minoria sérvia

Tamanho do texto Aa Aa

Já encerraram as urnas no Kosovo. Mais de um milhão e meio de eleitores foram chamados a votar nas mais de duas mil assembleias de voto espalhadas por todo o país.

Em jogo, neste primeiro escrutínio desde a proclamação da independência a 17 de Fevereiro de 2008, está a eleição dos presidentes de câmara e conselheiros municipais em 36 comunas, incluindo a capital Pristina. Um eleitor sérvio de Strpce defende que “os sérvios deviam ter um presidente de câmara sérvio e é a única razão pela qual devem votar.” Conhecido pelas suas estâncias de esqui, Strpce é um município de maioria sérvia na região de Urosevac, no sul do Kosovo. Um eleitor sérvio de Mitrovica refere que “os sérvios que votam nestas eleições são uma catástrofe. São piores do que os albaneses. Se não trabalham para os sérvios e para os interesses sérvios e se não conseguem ter um objectivo sérvio então não há razão nenhuma para falarmos deles”, conclui. Estas eleições municipais constituem um teste decisivo para as comunidades não-albanesas, sobretudo para a minoria sérvia, que não reconhece o novo Estado. Dos 74 partidos políticos que participam neste escrutínio, 22 são sérvios de acordo com a Comissão Eleitoral. No campo albanês, a disputa por Pristina, a capital, concentra todas as atenções. Os dois principais candidatos provêm dos partidos que integram a coligação governamental: o Partido Democrático do Kosovo (PDK), do primeiro-ministro Hashim Thaçi, e a Liga Democrática do Kosovo (LDK), do Presidente Fatmir Sejdiu, que aposta na reeleição do presidente da câmara, Isa Mustafa.