Última hora

Última hora

Kevin Rudd pede desculpa a "australianos esquecidos"

Em leitura:

Kevin Rudd pede desculpa a "australianos esquecidos"

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro australiano fez um pedido de desculpa aos milhares de crianças vítimas durante décadas de abusos nas instituições públicas do país.

Entre 1930 e 1970, cerca de meio milhão de crianças foram confrontadas com trabalhos forçados e violência física, psicológica e sexual em orfanatos e instituições religiosas na Austrália. Numa cerimónia emotiva em Camberra perante 900 vítimas, Kevin Rudd disse que o país “lida hoje com um capítulo feio da sua história: apresentar, aos ‘australianos esquecidos’ e àqueles que foram enviados para o país enquanto crianças sem consentimento, as desculpas, pelo facto de serem tirados das respectivas famílias e colocados em instituições onde foram frequentemente vítimas de abusos”. Pelo menos sete mil dessas crianças – com idades compreendidas entre os 3 e os 14 anos – foram enviadas pelo Reino Unido, muitas vezes à revelia dos familiares. O governo de Gordon Brown disse ontem que Londres vai aproveitar o Ano Novo para apresentar também o seu pedido de desculpa aos milhares de crianças enviadas para a Austrália e para outras ex-colónias.