Última hora

Última hora

Geórgia, o novo filme de Renny Harlin sobre o conflito com a Rússia

Em leitura:

Geórgia, o novo filme de Renny Harlin sobre o conflito com a Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

Pouco mais de um ano após o conflito, as tropas russas voltam a penetrar no território da Geórgia. Mas desta vez é apenas um filme. O cenário é a base militar de Vaziani, perto de Tbilissi.

Algumas vozes já se fizeram ouvir, acusando o filme de ser pró-georgiano. Para o realizador, Renny Harlin, é apenas um filme contra a guerra: “Espero que os políticos de ambos os lados da fronteira, fiquem satisfeitos com o produto e se orgulhem do filme e se lembrem do que dizemos, que é “Façam amor e não guerra”. Oitocentas e cinquenta pessoas morreram, durante o conflito, que fez mais de cem mil deslocados. Para muitos georgianos trabalhar como figurantes é um acto de militância. É a opinião de uma das figurantes, que explica: “Penso que as pessoas deviam saber o que aconteceu na Geórgia. Quem não sabe o que se passou em Gori, devia procurar saber.” O filme, que deverá sair durante o próximo ano, e tem o nome provisório de Geórgia, é uma grande produção de Hollywood. O realizador garda segredo sobre o orçamento, mas confessa que corresponde a uma fracção do que seria necessário para ser rodado na América. Andy Garcia interpreta o papel do presidente georgiano, Mikhail Saakashvili.