Última hora

Última hora

Homem investigado por cumplicidade no sequestro de Natasha kampusch

Em leitura:

Homem investigado por cumplicidade no sequestro de Natasha kampusch

Tamanho do texto Aa Aa

A Áustria continua a tentar desvendar o mistério de Natasha Kampusch.

A jovem, que foi sequestrada e abusada por Wolfgang Priklopil durante oito anos, foi entrevistada por um canal austríaco, num caso cada vez mais feito de contradições. As últimas investigações indicam que o raptor teria feito gravações vídeo dos abusos sexuais e que terá tido a ajuda de um cúmplice. Informações que Natasha não confirmou: Natasha Kampusch: “Não sei se houve um cúmplice ou não. Na minha cabeça isso nunca ficou bem claro. Só vi Priklopil.” Jornalista: “ O senhor Holzapfel, o melhor amigo de Wolfgang Priklopil é o possível cúmplice?” Natasha Kampusch: “Não posso responder a essa questão, mas é algo que poderá ser apurado no inquérito.” Ernest Holzapfel, melhor amigo do sequestrador que se suicidou no dia que a jovem fugiu, foi ouvido durante nove horas pela polícia e é suspeito de cumplicidade no rapto. O homem admitiu ter conhecido Natasha quando esta estava em cativeiro, na cave da casa de Priklopil, nos arredores de Viena.