Última hora

Última hora

Litografia "Separação II" de Munch roubada

Em leitura:

Litografia "Separação II" de Munch roubada

Tamanho do texto Aa Aa

É a segunda obra do norueguês Edvard Munch a ser roubada em menos de cinco meses

A litografia “Separação II”, do pintor desapareceu de Oslo em meados de Junho. Um roubo, que o dono da galeria quis manter em segredo. Este mês foi, também, roubada a litografia “História” As duas obras estão avaliadas em 520.000 euros Um historiador de Arte refere que existem várias versões desta obra a preto e branco, o que facilita, afirma, a venda da mesma em relação à anterior. “O grito” e “A Madonna” – duas das obras mais famosas do pintor – também já integraram a lista da Interpol. Os quadros foram roubados do Museu de Munch, em pela luz do dia por dois homens armados. As telas acabaram por ser recuperadas dois anos mais tarde mas já com danos irreparáveis. As obras foram depois restauradas e exibidas no Museu em Oslo.