Última hora

Última hora

Supremo Tribunal brasileiro autoriza extradição de Cesare Battisti

Em leitura:

Supremo Tribunal brasileiro autoriza extradição de Cesare Battisti

Tamanho do texto Aa Aa

O Supremo Tribunal do Brasil votou a favor da extradição do ex-activista da esquerda italiana Cesare Battisti.

A votação foi renhida. Cinco juízes foram favoráveis e quatro votaram contra. O Supremo Tribunal deixa, no entanto, a decisão final sobre o assunto para o presidente Lula da Silva, que atribuiu o estatuto de refugiado político a Battisti. O ex-membro das Brigadas vermelhas está detido numa prisão em Brasília condenado pela morte de quatro pessoas, nos anos 70, em Itália. O advogado de Battisti, Luís Roberto Barroso, acredita que Lula da Silva não vai entregar o seu cliente a Itália. A decisão de conceder asilo político ao italiano, detido em 2007 no Rio de Janeiro, foi muito contestada no Brasil. Em Itália, o parecer da justiça brasileira recebeu os aplausos quer do governo, quer do parlamento. O ministro do exterior, Franco Frattini, espera que a decisão do tribunal seja “vinculativa para as outras autoridades brasileiras e que possa ser implementada imediatamente”. Esta semana, Lula da Silva encontrou-se em Roma com o primeiro-ministro italiano e afirmou que a decisão do tribunal seria “determinante”. No entanto, o poder arbitrário reconhecido agora pelo Supremo coloca o futuro de Battisti apenas nas mãos de Lula da Silva.