Última hora

Última hora

A Europa do Tratado de Lisboa ganha forma

Em leitura:

A Europa do Tratado de Lisboa ganha forma

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro conservador belga, Herman Van Rompuy foi eleito ontem em Bruxelas para um mandato de dois anos e meio, renovável por mais um período.

Trata-se do primeiro presidente da União Europeia após o Tratado de Lisboa e no seu primeiro discurso apelou a a um esforço conjunto entre os estados membros para fazer face às crises que ameaçam o mundo. “Estamos a atravessar momentos de excepcional dificuldade. A crise financeira, o impacto das mudanças climáticas no emprego e nos orçamentos, crises que ameaçam a nossa sobrevivência. São periodos de ansiedade, de incerteza, de falta de confiança. Estes problemas podem ser ultrapassados com um esforço conjunto entre os nossos países”. Embora ainda não se saibe quais as atribuições específicas deste cargo, o que é certo que a responsável escolhida para a política externa a britânica, Catherine Ashton terá mais poder. A ela caberá decidir sobre o orçamento anual de ajuda externa de sete mil milhões de euros. Os dois cargos-chave foram criados com a aprovação do Tratado de Lisboa pela República Tcheca no início deste mês, que encerrou a ratificação por todos os membros e permitiu a simplificação do processo decisório no bloco e a centralização administrativa.