Última hora

Última hora

Acelerador de partículas europeu relançado com êxito

Em leitura:

Acelerador de partículas europeu relançado com êxito

Tamanho do texto Aa Aa

O maior acelerador de partículas do mundo foi relançado esta sexta-feira, depois de só ter funcionado algumas horas após o arranque há 14 meses. Espera-se que o primeiro feixe de protões complete uma volta este sábado. Mas será que desta vez vai funcionar?

Um porta-voz do Centro Europeu para a Investigação Nuclear responde: “Pensámos muito e utilisámos todas as novas técnicas que não existiam durante o período de construção do acelerador de partículas. Fizemos o trabalho em pouco tempo e agora funciona, felizmente para nós.” Mas em Setembro de 2008, a alegria foi fugaz. O aparelho teve logo uma avaria nas primeiras 48 horas depois. A segunda veio dias mais tarde. O acelerador de partículas está colocado num túnel circular de 27 quilómetros, a 100 metros de profundidade, na fronteira entre França e Suíça. Custou quase 4 mil milhões de euros e necessitou de 12 anos para ser construído. O objectivo é reconstituir o que se passou no universo logo após o Big Bang, antes das partículas elementares se terem associado para formar os átomos.