Última hora

Última hora

Presidente libanês pede fim do confessionalismo político

Em leitura:

Presidente libanês pede fim do confessionalismo político

Tamanho do texto Aa Aa

O Líbano celebra 66 anos de independência, uma data assinalada em Beirute com cerimónias militares na presença dos altos dirigentes do Estado.

O presidente Michel Sleimane aproveitou a ocasião para pedir a formação de um comité que trabalhe na abolição do confessionalismo político. No Líbano, os lugares parlamentares, as principais chefias de Estado e da função pública são repartidas entre as confissões religiosas dominantes. Em termos demográficos, os cristãos maronitas, os muçulmanos xiitas e sunitas são as três comunidades mais importantes. O Presidente pediu igualmente a reforma da lei eleitoral para as legislativas de modo a que obter uma melhor representação e a devolver aos expatriados os direitos de nacionalidade e de voto. Sleimane também apelou ao cumprimento integral do acordo nacional de reconciliação, assinado em 1989 em Taef, para acabar com a guerra civil libanesa.