Última hora

Última hora

Última oportunidade para resolver conflito de Nagorno Karabach

Em leitura:

Última oportunidade para resolver conflito de Nagorno Karabach

Tamanho do texto Aa Aa

É uma jornada decisiva num conflito de mais de duas décadas entre a Arménia e o Azerbaijão.

Os chefes de Estado dos dois países reúnem-se hoje em Munique, na Alemanha, para tentar resolver o diferendo em torno do estatuto de Nagorno Karabach. O sexto encontro, mediado por Rússia, França e Estados Unidos, representa a recta final de anos de negociações, depois de um conflito armado que provocou mais de 30 mi mortos. O presidente do Azerbaijão ameaçou, no entanto, utilizar a força caso não se registem progressos na reunião deste domingo. Ilham Aliev sublinhou ontem que está preparado para essa situação, tendo investido no exército a pensar nessa eventualidade. O Azerbaijão exige que a Arménia devolva sete distritos na fronteira do território, ocupado desde o desmembramento da União Soviética em 1991. O regresso de milhares de refugiados azéris e a convocação de um referendo sobre o estatuto do território fazem também parte da lista de exigências do Azerbaijão. O acordo em Munique revela-se também decisivo para o futuro das relações entre a Arménia e a Turquia. Ancara tinha feito depender a reaproximação entre os dois países da resolução do conflito de Nagorno Karabach, uma condição essencial para reabrir a fronteira com a Arménia, na rota dos gasodutos entre a Turquia e o Azerbaijão.