Última hora

Última hora

Julgamento de "Duch" entra na recta final

Em leitura:

Julgamento de "Duch" entra na recta final

Tamanho do texto Aa Aa

O julgamento do antigo director do centro de tortura S-21 dos Khmers Vermelhos entra, esta semana, na recta final. Acusado de crimes de guerra e crimes contra a humanidade na década de 70, Kaing Guek Eav, mais conhecido por Duch, incorre numa pena de prisão perpétua.

A defesa alega que o antigo professor de matemática se limitou a cumprir ordens. A acusação refere que o arguido tentou minimizar o seu papel nas atrocidades cometidas, mas a realidade, adianta, é que ele dirigia o centro de tortura S-21. O arguido já admitiu a culpa e pediu perdão às famílias das vítimas perante o Tribunal criado pelo governo do Cambodja com a ajuda das Nações Unidas. O antigo professor de matemática dirigiu o centro na capital do país onde foram torturadas cerca de 16 mil pessoas antes de serem executadas. O regime de terror conduzido pelos Khmers Vermelhos resultou na morte de cerca de dois milhões de pessoas, quase um quarto da população do Cambodja.