Última hora

Última hora

Obama prestes a decidir sobre o reforço de tropas no Afeganistão

Em leitura:

Obama prestes a decidir sobre o reforço de tropas no Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

Mais quatro soldados americanos ao serviço da NATO morreram nos últimos dois dias no Afeganistão.

No sul do país, dois dos militares foram vítimas de uma bomba artesanal, um terceiro morreu numa troca de tiros com os talibãs. No leste do território, um soldado foi morto pela explosão de um engenho improvisado. As últimas baixas elevam a 297 o número de soldados mortos no conflito afegão e acontecem num momento decisivo. O presidente Barack Obama toma esta terça-feira uma decisão sobre o eventual reforço do contingente no país. O comandante das forças norte-americanas no terreno pede um suplemento de 40.000 homens depois de 2009 ter ficado marcado como o ano mais mortífero para as tropas estrangeiras desde a queda do regime talibã. Por outro lado, os Estados Unidos assinaram esta segunda-feira um acordo que prevê a distribuição de 38,7 milhões de dólares a 27 províncias afegãs, que aceitaram eliminar ou reduzir consideravelmente o cultivo de ópio. O Afeganistão é, de longe, o primeiro produtor mundial da planta e o dinheiro, que foi atribuído ao ministério afegão de luta contra a droga, deverá ser investido no desenvolvimento de culturas alternativas.