Última hora

Última hora

Detidos 36 membros do movimento juvenil da ETA

Em leitura:

Detidos 36 membros do movimento juvenil da ETA

Tamanho do texto Aa Aa

Cortar o mal pela raíz. É este o objectivo do governo espanhol na luta contra o terrorismo.

As forças de segurança detiveram 36 pessoas no País Basco e em Navarra numa operação contra o Segi, o movimento juvenil do ilegalizado partido Batasuna, o braço político da ETA. O grupo composto por jovens, determinado como “cantera” dos independentistas bascos, foi considerado pelo Supremo Tribunal espanhol como uma organização terrorista. Alfredo Pérez Rubalcaba, o ministro do Interior anunciou que a operação antiterrorista teve três objectivos fundamentais: “Primeiro, impedir que as organizações da ETA que foram declaradas ilegais pelo Supremo tribunal, renasçam, como é o caso do Batasuna ou do Segi. Segundo, impedir que a ETA tenha organizações juvenis; em terceiro lugar, lutar contra a violência urbana, que é o papel do Segi no seio da ETA”. Mais um duro golpe para a cúpula independentista basca, depois de Arnaldo Otegi, o rosto político do Batasuna ter sido detido o mês passado. O movimento está profundamente dividido e Otegi parece querer demarcar-se do braço armado e seguir a opção política. Madrid diz que está fora de questão voltar a negociar com os etarras, depois da ETA ter quebrado o cessar-fogo em 2006, num atentado que provocou dois mortos, no aeroporto de Barajas, em Madrid.