Última hora

Última hora

Acusação quer 40 anos de prisão para khmer vermelho

Em leitura:

Acusação quer 40 anos de prisão para khmer vermelho

Tamanho do texto Aa Aa

40 anos de prisão foi a pena requerida pela acusação contra Douch, no processo dos khmer vermelhos do Cambodja. O procurador internacional diz que ficou provada, para além de qualquer dúvida razoável, a culpabilidade do responsável pelo centro de tortura S-21, a prisão onde 15 mil pessoas foram torturadas antes de serem assassinadas.

Aos 67 anos, o torcionário tem cooperado com o tribunal internacional que o julga e mostrou-se arrependido, o que levou a acusação a reduzir a requisição de prisão perpétua para 40 anos. Douch, cujo verdadeiro nome é Kain Guek Eav, está a ser julgado por crimes de guerra e crimes contra a humanidade, formalmente acusado de “assassínios, exterminação, escravatura, detenção, violação, perseguição por motivos políticos e outros actos desumanos” cometidos durante o regime de Pol Pot. O veredicto é esperado no início do próximo ano.