Última hora

Última hora

Aliado da presidente filipina é o principal suspeito de massacre

Em leitura:

Aliado da presidente filipina é o principal suspeito de massacre

Tamanho do texto Aa Aa

Um aliado político da presidente filipina Gloria Arroyo foi designado pela polícia como o principal suspeito no massacre na província de Maguindanao, no sul das Filipinas.

O balanço de corpos encontrados pelas autoridades nas valas comuns subiu para 52, esta manhã. O governo declarou estado de emergência. Segundo a polícia, a mílicia privada do presidente da câmara local, Andal Ampatuan, do partido de poder e de uma família politicamente influente terá sequestrado e morto o grupo de pessoas, onde se encontram membros de um clã político rival e jornalistas. Numa conferência de imprensa, o vice-presidente da união dos jornalistas das Filipinas condenou o massacre e anunciou que muitas vezes os jornais são o único lugar onde se pode fazer justiça, devido à má governação nas províncias. O clã político rival é liderado por Ismael Magudadatu, que pretendia candidatar-se a governador da região. Várias vítimas mortais, num dos actos mais sanguinários de sempre nas Filipinas, são apoiantes e familiares do candidato.