Última hora

Em leitura:

China pressiona Europa para poluir menos e não se compromete


China

China pressiona Europa para poluir menos e não se compromete

À medida que se aproxima a Conferência de Copenhaga, a China reclama um verdadeiro acordo sobre o clima e pressiona os países europeus. Alguns, não reduziram as emissões de CO2, e outros até as aumentaram, segundo Pequim.

A China, que se tornou o primeiro poluidor do planeta, seguida dos Estados Unidos, aumenta esta pressão ao mesmo tempo que recusa sacrificar o próprio crescimento. Pequim não pretende vincular-se a objectivos de redução de emissões poluentes. É difícil dissociar crescimento e poluição. Como demonstra o gráfico, houve um aumento da média anual de crescimento, de 8,6 por cento em 96 ate 2000 para 10,2 por cento entre 2001 e 2008, o que provocou maior consumo de enrgia e de emissões de CO2, na China, entre 2001 et 2008. Em Setembro, na Cimeira da ONU sobre clima, o presidente chinês, Hu Jintao, lembrou que a prioridade da China é a melhoria do nível de vida. Apenas se comprometeu a reduzir o crescimento das emissões até 2020 a melhor ritmo do que até 2005. Sem especificar quanto. A China alega que as emissões só podem ser reduzidas numa fase pós-industrial, e é aos países industrializados que cabe a vinculação ao Protocolo de Quioto. Ou seja: aqueles que têm “responsabilidades comuns mas diferenciadas” devem assumir o fardo das reduções de CO2, nomeadamente através da transferência das tecnologias verdes para os países em vias de desenvolvimento. A China defende os princípios do protocolo de Quioto, a que Pequim aderiu em 2002. Mas não se vai comprometer até 2020, e só em relação aos objectivos de 2002….uma vantagem competitiva para a indústria chinesa face aos concorrentes dos países ocidentais.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Roman Polanski poder ser libertado em breve