Última hora

Última hora

Alemanha: responsáveis demitem-se por causa de ataque no Afeganistão

Em leitura:

Alemanha: responsáveis demitem-se por causa de ataque no Afeganistão

Tamanho do texto Aa Aa

Um exclusivo do jornal Bild provocou as demissões do chefe de Estado-maior das Forças Armadas alemãs e do secretário de Estado da Defesa germânico… e deixou entre a espada e a parede o ministro Franz-Josef Jung.

O jornal noticiou que os militares alemães ocultaram informações sobre o ataque aéreo que ordenaram a Kunduz, no Afeganistão, matando dezenas de talibãs e civis. O Bild revelou que já havia um relatório militar sobre as mortes de civis no ataque a Kunduz numa altura em que Governo e militares ainda as negavam. O actual ministro da Defesa, Wolfgang Schneiderhan, aceitou as demissões do chefe de Estado-maior e do secretário de Estado, Peter Wichert. Schneiderhan só não está também em causa, porque não era o dono da pasta na altura do ataque. Em Setembro, era Fran Josef Jung o ministro da Defesa, agora titular do Trabalho. Os Verdes pedem a demissão de Fran Josef Jung: “Essas demissões não são suficientes. São apenas consequências de menor importância. Este ministro não pode continuar”.