Última hora

Última hora

Bombardeamento no Afeganistão provoca demissões na Alemanha

Em leitura:

Bombardeamento no Afeganistão provoca demissões na Alemanha

Tamanho do texto Aa Aa

Meses depois do bombardeamento da força internacional da NATO que causou a morte de dezenas de civis afegãos, o chefe do Estado-maior das Forças Armadas alemãs, Wolfgang Schneiderhan, e o secretário de Estado da Defesa, Peter Wichert, resignaram.

“Nós vamos, evidentemente, explorar os relatórios do inquéritos e comunicá-los aos partidos políticos do Bundestag. É deste modo que se devem tratar estes assuntos. Deve haver transparência. E claro que este dossiê está a ser acompanhado pelo Porcurador-Geral”, explicou o ministro da Defesa Karl-Theodor zu Guttenberg, que já aceitou as demissões. Wichert e Schneiderhan resignaram depois de o jornal alemão Bild ter revelado, quinta-feira, que já havia provas da morte de civis, numa altura em que Governo e militares alemães falavam apenas em vítimas talibãs.