Última hora

Última hora

Condenação de jornalista tunisino contestada

Em leitura:

Condenação de jornalista tunisino contestada

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça tunisina condenou a seis meses de prisão o jornalista Taouflik Ben Brik após considerá-lo culpado de agressão a uma mulher.

Grupos internacionais de liberdade de imprensa consideram que as acusações foram fabricadas com o objectivo de castigar o repórter por criticar o presidente tunisino Zine al-Abidine Ben Ali. Acusações que as autoridades refutam. O jornalista de 49 anos foi detido depois de uma automobilista ter apresentado queixa à polícia por agressão e danos na viatura. O caso ganhou dimensão política após o ministro francês dos Negócios Estrangeiros, Bernard Kouchner, ter mostrado desapontamento pela detenção. O presidente Ben Ali que governa a Tunísia há 22 anos fala de ingerência nos assuntos internos do país.