Última hora

Última hora

Noruega acusa Irão de confiscar Nobel a Shirin Ebadi

Em leitura:

Noruega acusa Irão de confiscar Nobel a Shirin Ebadi

Tamanho do texto Aa Aa

O governo norueguês acusa as autoridades de Teerão de terem confiscado o Prémio Nobel da Paz à advogada iraniana Shirin Ebadi. O galardão foi atribuido em 2003 à defensora dos direitos do homem pelos “esforços a favor da democracia na República Islâmica.”

A medalha e o diploma foram retirados de um cofre forte num banco , sendo a primeira vez que um Nobel é confiscado pelas autoridades de um país. O director do Comité Nobel mostra-se extremamente desiludido e chocado, afirmando que “ainda o conflito entre as autoridades iranianas e Shirin Ebadi seja de longa data, trata-se de uma provocação inédita e inaceitável.” O governo iraniano não reagiu às acusações da Noruega. Vários colaboradores e o marido de Shirin Ebadi foram presos nos últimos meses. Mas a advogada não se calou durante as manifestações que se seguiram à reeleição de Mahmoud Ahmadinejad em Junho, os maiores protestos contra o governo iraniano nos ultimos 30 anos.