Última hora

Última hora

Pirata informático quer evitar extradição para os EUA

Em leitura:

Pirata informático quer evitar extradição para os EUA

Tamanho do texto Aa Aa

O governo britânico diz que não pode evitar extradição do pirata informático, Gary Mckinnon, para os Estado Unidos.

Detido em 2002 o pirata é acusado pela justiça norte-americana de ter penetrado de forma ilegal nos computadores do Pentagano e da Nasa onde causou estragos na ordem de 1 milhão de dólares. Os serviços militares registaram falhas em mais de dois mil computadores depois dessa operação que terá durado menos de 24 horas. O advogado de defesa e os familiares de Mckinnon receiam pela sua saúde. A mãe do Hacker denunciou recentemente as tendências suicidiárias do filho que sofre de uma espécie de autismo e que se mostra aterrorizado com a ideia de ser enviado para os Estados Unidos onde arrisca uma pena de 70 anos de cadeia. A família considera a possibilidade de recorrer TribunalEuropeu dos direitos humanos em Estrasburgo.