Última hora

Última hora

Atentado na origem do descarrilamento de comboio na Rússia

Em leitura:

Atentado na origem do descarrilamento de comboio na Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

Foram encontrados restos de uma bomba no local onde descarrilou o Nevski Express na Rússia. As autoridades confirmam que se tratou de um atentado.

De acordo com o último balanço oficial, o desastre fez, pelo menos, 39 mortos e 96 feridos. O presidente dos caminhos-de-ferro russos já tinha avançado que fora aberto um inquérito para confirmar se houve ou não mão terrorista, depois de testemunhas terem afirmado ouvir uma forte explosão e de ter sido encontrada uma cratera de um metro de diâmetro junto à via-férrea. O comboio fazia a ligação entre Moscovo e São Petersburgo. O acidente ocorreu junto à cidade de Bologoye, a cerca de 300 quilómetros da capital, às 21h34 locais. Cerca de 660 pessoas viajavam no Nevski Express, entre passageiros e tripulação. Um dos passageiros a bordo conta: “Estava na segunda carruagem, uma das que descarrilaram. Ouvi um estrondo, a carruagem foi para o lado esquerdo, o meu banco descolou-se e fui projectado para o meio dela.” Este é o segundo atentado no Nevski Express em pouco mais de dois anos. A 13 de Agosto de 2007, o comboio foi alvo de um ataque com explosivos. A catástrofe desta sexta-feira aconteceu numa das linhas mais frequentadas da Rússia e afectou toda a circulação ferroviária. O Nevski Express circula a uma velocidade que pode atingir os 200 quilómetros por hora e percorre em quatro horas e meia os 740 quilómetros que separam Moscovo de Sao Petersburgo.