Última hora

Última hora

Violência e vandalismo contra a Organização Mundial de Comércio

Em leitura:

Violência e vandalismo contra a Organização Mundial de Comércio

Tamanho do texto Aa Aa

A violência voltou a bater à porta da Organização Mundial do Comércio, na Suiça.
 
A três dias da reunião ministerial da OMC, cerca de 200 manifestantes anticapitalistas excederam-se e espalharam o caos nas ruas de Genebra.
 
À onda de violência não escaparam as vitrinas de bancos e joalharias com material a ser saqueado.
Pelos menos quatro carros foram incendiados. As autoridades policiais responderam com gás lacrimogéneo e balas de borracha apoiada por um carro de bombeiros.
 
Os activista acusam a OMC de criar a pobreza nos países ricos e pobres esmagando os agricultores dos países em vias de desenvolvimento e padronizando a indústria.
 
Este movimento divergiu da ideia original do manifesto pacifico junto da OMC. Uma maioria, de cerca de 3000 manifestantes, não participou nos incidentes.
 
O cortejo autorizado completou o programa, com um desfile entre o centro da cidade e o local da discórdia.