Última hora

Última hora

Bruxelas pede a Pequim reavaliação do Yuan

Em leitura:

Bruxelas pede a Pequim reavaliação do Yuan

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia pediu a Pequim que reveja o mais rápido possível a valorização do Yuan para evitar tensões proteccionistas por parte dos 27.

Os representantes financeiros da zona euro encontraram-se com o primeiro-ministro chinês Wen Jiabao numa reunião informal que antecede a cimeira China-UE, marcada para segunda-feira, em Nanjing. Os europeus justificam que a reavaliação do Yuan seria boa tanto para a relação bilateral China e UE como para o equilíbrio da economia global. Segundo a cotação da moeda chinesa entre Janeiro e Novembro, deste ano, o Yuan caiu quase um ponto frente ao euro. “É difícil comunicar que a economia que mais cresce no mundo, que é a chinesa, produza elevados excedentes, está a desvalorizar diante das divisas das grandes potencias” diz o presidente do Eurogrupo, Jean Claude Juncker. O gigante asiático tornou-se a quarta economia do mundo a terceira em exportações. Enquanto as exportações dos 27 com a China foram de 98 mil milhões e meio de euros em 2008; Pequim vendeu aos europeus 262 mil milhões de bens e serviços. Os parceiros comerciais estão há anos a pedir à China que reavaliem a moeda, que consideram manter artificialmente por baixo do verdadeiro valor para proteger as exportações.