Última hora

Última hora

Lobo vence eleições hondurenhas mas crise não está ultrapassada

Em leitura:

Lobo vence eleições hondurenhas mas crise não está ultrapassada

Tamanho do texto Aa Aa

Porfirio Lobo é o vencedor do sufrágio presidencial nas Honduras embora o escrutínio não seja reconhecido por muitos países da América Latina. Já Washington e algumas capitais europeias esperam que o acto eleitoral ponha fim à crise política nas Honduras que dura desde o final de Junho.

Lobo, candidato do Partido Nacional, alcançou quase 56 por cento dos votos expressos. Elvin Santos depressa reconheceu a vitória do adversário. O candidato derrotado pertence ao Partido Liberal, a formação do presidente deposto, Manuel Zelaya, e do presidente golpista, Roberto Micheletti. Agora a questão que se coloca é a do reconhecimento internacional destas eleições. Para o presidente brasileiro, Lula da Silva, a situação é clara: “- A minha opinião pessoal é que o Brasil não tem que reconhecer, e o Brasil tem que manter a posição. Não é possível a gente aceitar, sabe, um golpe, seja ele militar, seja ele disfarçado de civil como foi o golpe de Honduras. Ou seja, não é possível.” De igual modo, nas Honduras, a legitimidade do sufrágio continua a ser contestada pelos apoiantes do presidente deposto. O escrutínio ficou marcado por confrontos na cidade de San Pedro Sula, entre partidários de Zelaya e as forças policiais.