Última hora

Última hora

Zelaya pede anulação das eleições

Em leitura:

Zelaya pede anulação das eleições

Tamanho do texto Aa Aa

Nas Honduras o antigo rival de Manuel Zelaya, o presidente deposto, surge como potencial vencedor à boca das urnas.

Cinco meses depois do golpe de Estado que derrubou o presidente Zelaya, os hondurenhos foram chamados à urnas para eleger um novo chefe de Estado. Nem Zelaya nem o presidente golpista Robert Michelleti são candidatos. O cargo está a ser disputada por Porfirio Lobo, do Partido Nacionalista, e Elvin Santos, dos liberais. Lobo foi candidato em 2005 e contra Manuel Zelaya, pode ser o próximo homem forte do país conta já com mais de 50% dos votos. Elvin Santos, era vice-presidente do presidente deposto mas demitiu-se em 2008 para se colocar na corrida à sucessão, mas sem sucesso, a confirmar-se a actual tendência. Seja como for o candidato eleito arrisca ver a sua legitimidade diminuída por uma elevada abstenção depois do apelo de Zelaya para que os seus apoiantes que boicotem a eleição. O presidente deposto refugiou-se na embaixada do Brasil desde que chegou às Honduras contesta o escrutíunio e pede a repetiçao das eleiçôes. A comunidade internacional que condenou o golpe em uníssono dividiu-se sobre o escrutínio. Os EUA garantiram que reconhecerão o novo presidente se as eleições foram “livres e justas”.