Última hora

Última hora

África do Sul com novas medidas para combater a Sida

Em leitura:

África do Sul com novas medidas para combater a Sida

Tamanho do texto Aa Aa

No dia em que se assinala a Luta contra a Sida, o presidente sul-africano Jacob Zuma anunciou, esta terça-feira, os novos planos do governo para combater a epidemia.

De acordo com as estimativas da Organização Mundial de Saúde, o vírus afecta 33,4 milhões de pessoas em todo o mundo. No ano passado terão morrido dois milhões de pacientes com SIDA, um número que permanece estável relativamente a 2007. A África do sul encabeça a lista dos países com mais casos de sida. Cerca de 5,7 milhões de pessoas estão doentes e um milhão não tem acesso aos tratamentos. Estima-se que morram, diariamente, na África do sul, mil pessoas com sida. A partir de Abril, do próximo ano, todas as crianças com menos de um ano vão receber medicamentos anti-retrovirais, caso testem positivo. O número exacto de crianças infectadas é de 280 mil e um milhão e meio de crianças são órfãos por causa da Sida. Jacob Zuma apelou à população que se submeta aos testes de despistagem, anunciando que ele próprio também o fará brevemente: “O vírus não descrimina. Estou a preparar-me para fazer também os testes. Já o fiz anteriormente, e não sou diferente”. Os Estados Unidos já anunciaram que vão doar 120 milhões de dólares para ajudar a África do Sul a combater a sida, em resposta ao apelo do Presidente Jacob Zuma.