Última hora

Última hora

Dupla italiana em ruptura

Em leitura:

Dupla italiana em ruptura

Tamanho do texto Aa Aa

Está instalada a crise no poder italiano.

Os comentários do presidente da câmara dos deputados sobre o primeiro-ministro caíram como uma bomba junto do Partido Povo da Liberdade. Os aliados de Silvio Berlusconi acusam Gianfranco Fini de ter passado para a oposição e exigem esclarecimentos. Num vídeo tornado, entretanto, público o antigo líder da Aliança Nacional critica, por exemplo, os ataques de Berlusconi à justiça e refere que o chefe de governo confunde liderança com monarquia absoluta. As reacções não se fizeram esperar. O ministro do Desenvolvimento Económico desvaloriza as declarações, lembra que foram recolhidas em “off” e que se demarcam do Partido Povo da Liberdade. Os escândalos sobre a vida privada de Berlusconi têm fragilizado o terceiro mandato do chefe de governo e, para muitos, este é o princípio do fim. A oposição defende o partido de centro-direita e vive um momento caótico, adiantando que o caso assume maiores proporções porque o governo nada fez para resolver os problemas económicos do país. Em Outubro, o Tribunal Constitucional rejeitou a lei que garantia imunidade a Berlusconi. Mas a decisão da justiça não impediu que o primeiro-ministro falhasse duas sessões em tribunal, alegando obrigações de Estado.